03.05
2013

Zurique: A cidade mais sofisticada da Suíça

Sofisticada, essa palavra define muito bem Zurique, a maior cidade da Suíça. Mesmo sendo a maior cidade do país, Zurique consegue ser menor do que muita cidadezinha de interior do Brasil, pois sua população não passa de 400 mil habitantes.

SONY DSC

Assim como eu, quem tem tendência a praticamente decorar as ruas de uma determinada cidade no google maps antes de uma viagem, já adianto: na Suíça não é preciso se preocupar com isso. Sério mesmo, as cidades são tão pequenas, que as atrações mais turisticas ficam todas concentradas e são super fáceis de serem encontradas. E Zurique, claro, não foge a essa regra.

SONY DSC

Então, no nosso ultimo dia de Suíça, fomos conhecer Zurique. Nos já estavamos hospedados ali fazia uns dias, mas aproveitando que os dias amanheciam com sol, resolvemos logo fazer os passeios pro Liechtentein e pra Lucerna (onde conhecemos os Montes Pilatus e Stanserhorn) e fomos deixando Berna e Zurique pro final.

DSC00389_1016x768

O nosso hotel ficava a uma quadra das margens do lago Zurique e do rio Limmat, então, em questão de pouquissimos minutos caminhando estavamos perto de todas as principais atrações da cidade. Praticamente tudo o que conhecemos fica as margens ou muito próximo a extensão por onde o rio Limmat passa.

DSC00378_1024x671

Pode-se dizer que praticamente tudo gira em torno da principal rua de comércio da cidade, a Bahnhofstrasse. É nessa região onde encontramos as lojas das marcas mais luxuosas e exclusivas do mundo e os cafés mais bem frequentados da cidade. E ainda se der sorte como nos, com certeza vai ser possível ver algum carrão de algum milionário estacionado pela redondeza. Como é uma rua só pra pedestres e apenas os bondinhos passa por ali, é uma ótima idéia aproveitar pra caminhar sem pressa por ali.

IMG_0313_1024x726

IMG_0325_1024x636

E é justamente nessa rua onde fica uma das maiores lojas da Confisserie Sprüngli de Zurique e da Suíça (eu já escrevi um post somente sobre esse lugar), onde nos aproveitamos pra ir algumas vezes. Vale muito a pena!

foto_1024x734

Outra ruazinha super bonita e charmosa que vale muito a pena conhecer é a Augustinergasse. Ela tem um estilo que lembra um pouco as ruazinhas medievais de algumas cidades da Inglaterra. Por ali estão diversos restaurantes, lojinhas de decoração e restaurantes.

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC

Seguindo por esse labirinto de ruazinhas chegamos a região de Peterhofstatt, que fica no alto da colina de Lindenhof, um dos melhores lugares pra ver toda a cidade do alto. Antigamente, nessa região havia um forte romano, que servia pra proteger os Suíços contra as invações dos Alemães. Esse local também tem uma importancia histórica pro país, pois foi onde foi feito o juramento da constituição Helvética.

SONY DSC

SONY DSC

E é nessa região onde fica a Peterskirche, considerada a igreja mais antiga de Zurique. Junto com a Fraumünster e a Grossmünter são as principais igrejas da cidade. Nos conseguimos visitar. A parte externa da igreja é bem simples e o grande destaque mesmo fica por conta do relógio que fica na sua única torre externa, considerado o maior relógio da Europa com 8,7 metros de diâmetro.

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC

Descendo a colina em direção ao rio Limmat, atravessamos a Münster Bridge em direção a uma das margens do rio Limmat, a Limmatquai, onde ficam várias casinhas antigas e coloridas, as famosas Guild Houses. Essas casinhas são super antigas, datam de 1336 e cada uma delas tem um estilo e cores diferentes. Nessa região também fica a Rathaus, a prefeitura de Zurique, com seu estilo único. Tudo muito bonito!

SONY DSC

SONY DSC

Seguindo por essa margem do rio Limmat, logo chegamos perto da Grossmünster, uma das poucas áreas da cidade onde encontramos lojinhas de souvenirs, onde meu pai e meu irmão aproveitaram pra comprar um autêntico canivete suíço pra trazer de recordação.

DSC00418_1024x716

SONY DSC

Nossa próxima parada foi na Grossmünster, a maior catedral e o maior cartão postal de Zurique. Essa catedral é antiiiiga, foi construída ainda durante o século 9 a mando de Carlos Magno. Dois grandes destaques são: as suas torres gêmeas (que dá pra subir) e os vitrais feitos por Augusto Giacometti.

SONY DSC

SONY DSC

Depois do almoço, aproveitamos pra conhecer a última igreja que faltava, a Fraumünster, que foi fundada alguns anos após a construção da Grossmünster a pedidos do neto de Carlos Magno. A igreja é super bonitinha e sua única torre verde pode ser vista de todas as partes da cidade.

SONY DSC

Mas com certeza, o seu maior destaque fica por conta de seus vitrais, onde os 5 grandes vitrais são obra de nada mais nada menos que Marc Chagall e um outro vitral unico, com mais de 9 metros de altura, é obra de Augusto Giacometti. Todos esses vitrais coloridos retratam partes da história cristã. Infelizmente as fotos da parte interna eram proibidas.

DSC00375_1024x735

E pra terminar o tour por Zurique, ainda fomos caminhar um pouco as margens do Lago Zurique, que impressiona por ter uma água tão transparente e limpíssima.

SONY DSC

SONY DSC

Como dá pra ver, Zurique é uma cidade super compacta, onde é possível conhece-la com tranquilidade em apenas um dia.

** Precisando de hotel em Zurique? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de hotel na Suíça? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando de seguro viagem? Inicie as pesquisas aqui.

** Precisando alugar um carro? Inicie as pesquisas aqui e/ou aqui.

Se você gostou das dicas, ao reservar hospedagem, seguro viagem e aluguel de carro aqui pelo blog, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Obrigada! :D

Posts relacionados:

Todos os posts sobre a Suíça

Todos os posts sobre Zurique

Siga o Blog Contando as Horas nas redes sociais:

no Instagram: @brunabartolamei

e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/ContandoAsHoras

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Suiça, Zurique
Booking.com
  1. nayra 02/01/2014 | 01:59

    Olá,eu e uma prima estamos planejando uma viagem a Europa.Nos nossos planos esta ficar:19/6/14 a 26/6/14 em Paris e do dia 26 e 29 em Zurique(pois la temos hospedagem).pois ja me disseram que a hospedagem e alimentação sao bem salgadas…e esta epoca…

    O que voce acha?Poucos lugares?Ou tá bom,pela quantidade de dias?Pois preciso esta em The(PI),DIA 30/6….

    • Contando as Horas 03/01/2014 | 02:49

      Olá, Nayra

      Eu acho que o tempo pra essas duas cidades estão bem de acordo. Uma semana em Paris dá pra aproveitar bastante e 3 dias em Zurique dá até pra fazer alguns bate-voltas pela região, pois como disse no post, a cidade é super pequena.

Deixe o seu comentário...