04.04
2013

Intercâmbio: Quanto custa morar em Edimburgo?

Quando a idéia de fazer um intercâmbio começa a se tornar realidade, umas das primeiras questões (junto com o visto, passagem de ida e volta e aluguel de apartamento) que vem atona é justamente a que engloba tudo isso.. Afinal, quanto eu vou gastar pra morar em outro país? Mesmo Edimburgo sendo uma capital, quanto eu iria gastar por mês se eu morasse lá?

Bom, no inicio eu relutei bastante em escrever esse post pq os gastos nunca vão ser os mesmos pra cada um, claro. E ainda, todo gasto em uma viagem ou em um intercambio é relativo, até pq é muito dificil conseguir definir o que é barato ou caro pra cada um.

Então nesse post eu vou contar um pouco como era a minha vida em Edimburgo e quanto eu gastava mais ou menos por mês durante esses quase 2 anos de intercâmbio. Mas antes de escrever qualquer coisa, já digo: essa foi a minha experiência. Alguns podem gastar mais ou menos, isso vai depender muito do estilo de vida de cada um.

Castelo de Edimburgo

Castelo de Edimburgo

♥ Passagem ♥

Eu comprei minha passagem com 5 meses de antecedência, então eu ainda peguei um preço bom. Nessa viagem eu resolvi testar a classe World Traveller Plus da British Airways (classe economica plus), que digamos assim, é uma classe que fica entre a classe economica e a classe executiva. A média de preço pra classe economica com a British Airways fica em torno de 1.400,00 dolares e a classe economica plus tem saido em volta de 1.700,00 dolares (que foi mais ou menos o que eu paguei, um pouco menos).

libra-2_925x768

♥ Visto de Estudante pra um ano e tradução de documentos ♥

Meu intercâmbio teve duas partes: a primeira etapa eu fiquei 6 meses (onde não precisei tirar visto com antecedência, já que o visto de estudante visitante a gente recebe lá no aeroporto em Londres) e a segunda etapa, eu solicitei o visto de estudante (chamado de Tier 4 – General) com duração de 1 ano. Somente o visto de estudante (tier 4) que eu tive que tirar ainda aqui no Brasil teve custo. O custo desse visto na época foi 289,00 libras (podendo sofrer aumento a qualquer hora, então é sempre bom conferir o valor no site do UK Border antes de qualquer coisa).

Pra dar entrada em toda a papelada no Visa Application Centre que fica no Rio de Janeiro, eu preferi pegar um despachante pra me auxiliar a preencher a papelada e tudo mais. E na época custou algo em torno de 400,00 reais.

E ainda, pra quem vai pegar o visto de estudante (tier 4) como eu, é necessário traduzir os documentos para o inglês. Então nesse caso foi bom eu ter pego um despachante pra me ajudar nesse sentido, pq foram eles que me indicaram o tradutor. Os tradutores são credenciados e só esses tradutores juramentados é que podem traduzir os documentos exigidos (cada estado ou região do país tem os seus respectivos tradutores credenciados). Eles também auxiliam em dizer quais documentos são importantes traduzir, pq se eu fosse traduzir tudo, sairiam uma pequna fortuna. E mesmo assim o valor não saiu barato. No total, a tradução juramentada dos documentos que o despachante me disse pra traduzir ficou em 2.341,00 reais (parcelados em 1 + 1, onde a primeira parcela eu paguei ao solicitar o serviço e a outra parcela antes de a tradução ser entregue pelo correio).

Uma coisa que acho importante dizer é, não deixar pra fazer o visto as pressas, pq o processo é demoradinho. Então, o ideal seria reservar ao menos uns 3 meses pra essa etapa, pra não ter nenhum problema.

Como eu tinha pressa em voltar a Edimburgo, no dia que fui levar meus documentos no Consulado Britânico que fica no Rio de Janeiro, eu paguei ainda uma taxa de urgencia pra que o visto fosse analisado o mais rapido possível, que era de 300,00 reais. E ainda tive que pagar o despacho via sedex, que ficou em 110,00 reais.

Como dá pra perceber, estudar fora exige uma certa programação, principalmente financeira.

z9_1024x768

♥ Seguro saúde ♥

O seguro saúde é indispensável pra qualquer pessoa que vá viajar. Motivos? Motivos é o que não faltam pra que todo mundo compre um. Primeiro, a maioria dos países que fazem parte do Acordo de Schengen exigem seguro saúde dos turistas com cobertura de no minimo 30 mil euros. O Reino Unido, por outro lado, não faz exigências, mas ninguém vai querer pagar 1 ou 2 dias de hospital em libras, né? Pra garantir, eu optei por fazer um seguro saude que cobrisse todos os dias em que eu estaria morando em Edimburgo, seguindo as mesmas exigencias que os países europeus que fazem parte do acordo de Schengen. Então, escolhi um seguro saúde com cobertura de 30 mil euros e solicitei que ele fosse calculado a partir do primeiro dia em solo europeu até um dia após eu chegar no Brasil (um dia extra só pra garantir, caso acontecesse algum atraso com voo ou até mesmo um cancelamento).

Tem pessoas que arriscam a ir sem seguro. Quem já viajou mais de 2 ou 3 vezes pra fora do país, sabe que quase nunca eles pedem pra gente mostrar se tem ou não, então vai de cada um arriscar.

Eu lembro que o seguro saúde com cobertura de 30 mil euros pro periodo que eu fiquei 1 ano saiu em torno de 500,00 dolares. Não é barato, eu sei! Mas só de pensar em precisar pagar uma consula particular, tirar um raio-x, fazer um exame, comprar remedios com receita ou precisar ficar internada em um hospital, tenho certeza que esses 500,00 dolares sairiam barato, muito barato.

z7_1024x768

♥ Curso de Inglês ♥

Como eu já falei em outro post, eu passei todo esse tempo em Edimburgo estudando inglês. A escola que eu escolhi foi a Kaplan International Colleges. Normalmente as escolas de inglês cobram por semana (assim como as residências estudantis). Além do custo do curso, eu ainda precisei pagar taxa de matricula (55,00 libra), taxa do visto (10,00 libras) (não entendi muito bem pra que era essa taxa), taxa da agencia de intercâmbio pra auxiliar no processo todo (90,00 libras) e mais o valor do curso.

O valor do curso é relativo, pois varia de escola pra escola, então é bom fazer um orçamento logo que surgir a ideia de fazer um intercâmbio, assim fica mais facil se programar financeiramente. Mas só pra dar uma noção, o valor do meu curso de inglês pra 6 meses ficou em 2.400,00 libras e pra 1 ano ficou em 4.900,00 libras. Como eu fechei o curso com uma agência de intercâmbio, eu pude parcelar esse valor em 1 entrada + 4x (sem juros) nas duas vezes.

Onde eu morava

Onde eu morava

♥ Meu Flat ♥

Desde quando eu comecei a pensar seriamente a fazer um intercâmbio, uma coisa eu tinha certeza absoluta: eu não queria morar em casa de família. Primeiro pq a gente nunca sabe o que vai encontrar por ai (se vão ser pessoas nativas de lingua inglesa mesmo), como vai ser a familia, o bairro ou a vida que essas pessoas levam. Eu queria ter liberdade de fazer o que quisesse a hora que fosse.

Riscando a opção de morar em uma casa de familia, o que me restou foi: alugar um apartamento, alugar um quarto em hostel ou alugar um flat em uma residencia estudantil. Eu optei por alugar um flat em uma residência estudantil.

A residencia estudantil, como o proprio nome já diz, só aceita pessoas que de fato estejam estudando qualquer coisa, seja em universidade ou curso de idioma, sejam britanicos ou estudantes de outros paises. Entrei em contato com eles e fechei 2 contratos: primeiro um de 6 meses e o outro de 1 ano.

Essa residencia estudantil (que eu vou falar melhor em um outro post) faz parte de uma rede que tem edificios espalhados em diversas cidades da Inglaterra e na Escócia (somente em Edimburgo). Em Edimburgo existem dois prédios dessa rede, que estão localizados relativamente próximos. Um mais antigo e o outro foi inaugurado justo no mês que eu fui pra lá, ou seja, eu fui a primeira pessoa a morar no meu flat. Tive muita sorte!

A politica do aluguel de flats pra estudantes internacionais é um pouco chatinha, pq é preciso pagar o valor total da acomodação antes mesmo de chegar em Edimburgo. As duvidas e o recebimento do contrato e o reenvio do contrato assinado eu tratei tudo por email com uma das funcionárias que trabalhava no prédio que eu tinha escolhido morar.

Normalmente as residencias estudantis oferecem duas opções de aluguel: short term (prazo igual ou inferior a 6 meses) e o long term (1 ano). E a melhor parte ainda está por vir, estudantes internacionais devem pagar o valor total antes de embarcar pro Reino Unido, pois o UK Border pede pra ver o contrato e o recibo de que a acomodação está quitada.

Nessa residencia onde morei, o valor do aluguel é cobrado por semana, ou seja, o numero de semanas foi multiplicado por 130,00 libras, tanto no contrato de short term (6 meses) quanto no contrato de long term (1 ano).

Num primeiro momento, esse valor de 130,00 libras por semana pode não parecer muito barato, mas como a residência que eu morava era super bem localizada, eu não dependia de transporte público e nem de táxi pra nada, era possivel ir a pé por tudo. Ah, e antes que eu me esqueça, nesse valor de 130,00 libras/semana já estavam incluidos água, luz, internet e gás. A unica despesa extra que eu teria se caso fosse necessário seria com relação a fazer a assinatura da tv, mas como eu não ia comprar uma televisão, eu acabei não precisando gastar com isso.

Quem quiser ver o post sobre meu apartamento em Edimburgo, é só clicar aqui -> Intercâmbio: Meu flat em Edimburgo

z12_1024x768

♥ Transporte ♥

Edimburgo é uma cidade bastante compacta. Eu morava próximo a Haymarket Station, então não precisava utilizar transporte público quase nunca. Mas pra quem for morar em Edimburgo e morar em áreas residenciais mais afastada do centro da cidade, uns meses atrás eu escrevi um post Andando de ônibus em Edimburgo onde eu explico direitinho como é o esquema pra andar com o único meio de transporte público da cidade (até o tram ficar pronto).

z4_1024x768

♥ Supermercado ♥

Outra questão que tem um gasto bem variavel são com compras no supermercado. Existem diversas redes, como Tesco, Asda, Sainsbury, Lidl, Spar, Morrisons, Scotmid, Waitrose, Co-operative Food e Farmfoods. Pra quem quiser ter uma idéia de quanto custam os materiais de limpeza, comida, bebidas, bebidas alcoolicas, produtos de higiene pessoal, entre outros, acho interessante dar uma olhada nos sites dessas redes.

Pra saber ao certo onde encontrar essas redes em Edimburgo ou qualquer outra cidade do Reino Unido é só procurar o endereço no campo “store finder”.

A grande maioria dessas redes tem os seus supermercados bem localizados e espalhados por varias partes da cidade. Ainda, rede como Tesco, Asda e Morrisons eu sei que no caminho do aeroporto existem os seus hipermercados (fora os mercados do centro da cidade).

z13_1024x768

♥ Restaurantes, pubs e baladas ♥

Antes de mais nada, ao menos na Escócia, as pessoas tem um costume um pouco estranho quando comparado com o Brasil. Na hora do almoço eles fazem um lanche rápido e na hora da janta é feita a refeição “melhorzinha” do dia. Totalmente ao contrario do que eu (pelo menos) to acostumada.

Almoçar e jantar fora são coisas bem frequentes em Edimburgo. Muitos restaurantes são mais turistão, como por exemplo o Hard Rock Cafe (que fica na George Street), mas outros restaurantes são super bem frequentados por locais, como o Bailie (que fica em Stockbridge).

Umas das questões mais relativas nesse assunto de “gastos” é essa. No meu caso, eu costumava almoçar e/ou jantar fora mais no final de semana, quando saia com os meus colegas de cusro de inglês ou quando tava viajando.

Existem muitas redes que servem diversificados tipos de comida e que não custam os olhos da cara, como por exemplo: Wagamama, Nando’s Restaurant, Browns Bar & Brasserie, Pizza Express, Prezzo, Hard Rock Cafe, TGI Friday’s, entre outros. Geralmente o valor de um prato principal e sobremesa mais bebida fica em torno de 13,00 a 18,00 libras.

Os pubs mais badalados de Edimburgo ficam na Grassmarket, Cowgate, Rose Street e no Porto de Leith. A maioria dos pubs servem lanches rápidos, assim como pratos principais, como fish and chips e hamburgers. Em Edimburgo existem pubs “especialistas” em servir whisky, assim como os que servem cerveja. Claro que todos servem de tudo, mas alguns são mais tradicionais em whisky, outros em cerveja (não deixe de provar a cerveja do tipo “80 Shilling” da Belhaven, que é uma destilaria Escocesa). Uma pint de cerveja normalmente custa em torno de 2,00 a 3,00 libras e um “shot of whisky” é um pouco mais caro, podendo variar entre 4,00 a 12,00 libras.

Quanto as baladas, eu não fui em nenhuma boate em Edimburgo, pq realmente eu não gosto (prefiro um restaurante ou um pub). As mais famosas ficam entre a Grassmarket e a George IV Bridge, a Espionage, The Liquid Room e a The Caves (pelo menos era o que os meus colegas me falaram). Mas pra quem quiser ver outras opções, aqui vai uma listinha com as 10 melhores baladas de Edimburgo (segundo o The Guardian). Tbm vou ficar devendo a informação de quanto custa a entrada e as bebidas. Se alguém souber, favor compartilhar as informações!

z8_1024x768

♥ Viagens nos finais de semana ♥

Outro tema que é bastante relativo e varia de pessoa pra pessoa são os gostos e as exigencias de viagem de cada um. Tem pessoas que só se hospedam em hostels, tem pessoas que só se hospedam em hotel, tem pessoas que só viagem de Ryanair, como tem pessoas que se organizam muito e compram passagens aéreas com muita antecedência e consequentemente pagam pouco pelo transporte.

Quatro gastos que com certeza se tem em uma viagem são: passagem, hospedagem, transporte e alimentação. Pra quem se organiza com uma certa antecedência (minimo de 6 meses), é possivel conseguir passagens super baratinhas. Ao contrario do que muita gente pensa, algumas redes de hotéis (dependendo da cidade, principalmente leste europeu) podem sair igual ou mais barato até do que um B&B ou um hostel. Os gastos com transporte público também são muito relativos, já que muitas cidades (por exemplo Oslo, Cardiff, Helsinki) praticamente só exigem gastos com relação ao trecho entre aeroporto / centro da cidade (e vice-versa). A alimentação varia muito de pessoa pra pessoa. Eu por exemplo, costumo comer qualquer lanchinho durante o almoço (pra não perder tempo) e faço um bom jantar no fim do dia (quando a maioria das atrações já fecharam e assim eu não perco tempo e consigo conhecer bastante coisa). Então é sempre bom nunca descartar nenhuma hipotese, o negócio é pesquisar muito e ver o que realmente vale a pena.

A primeira viagem sempre vai servir de parametro pra saber o que é necessário pesquisar mais e o que é necessário mudar. E somente assim, as viagens vão melhorando bastante com o passar das vezes, a gente aprende muito com os nossos acertos, mas principalmente com os nossos erros.

Da esquerda pra direita: Helsinki, Tallinn, Lisboa e Londres.

Da esquerda pra direita: Helsinki, Tallinn, Lisboa e Londres.

♥ Roupas, calçados e acessórios ♥

Quem vai fazer intercâmbio por um longo periodo como foi o meu caso, certamente vai precisar comprar algumas coisas ao longo da jornada. No meu caso, eu emagreci bastante até (cerca de 6 kg – não me pergunte como) e precisei comprar urgentemente algumas calças jeans. Também tive que comprar guarda-chuva (foram 3 durante esse tempo que passei em Edimburgo, 2 se quebraram por causa das ventanias e o ultimo eu tenho até hoje). Também tive que comprar um casacão pra enfrentar a nevasca no inverno de 2010/2011 e ainda tive comprar uma galocha pra neve também. Também comprei bastante acessórios de inverno como luvas e cachecóis.

Alguns gastos nesse sentido são até previsiveis, até pq, qual mulher consegue passar 1 ano inteirinho sem colocar os pés em uma loja? nenhuma!

Lojas como Zara e a Gap são marcas que vendem roupas de qualidade relativamente boa e não custam uma fortuna, então eu sempre comprava o que precisava nessas lojas. Já os acessórios de inverno, praticamente todos eu comprei na Primark ou na Accessorize (essas duas lojas existem aos montes em praticamente todas as cidades do Reino Unido). Em Edimburgo, existe uma Primark e duas Accessorize na Princes Street.

Só pra ter uma idéia, uma calça jeans na GAP custa em torno de 25,00 a 30,00 libras, um casaco desses mais pesado pra dias beeem frios ficam na faixa de 60,00 a 90,00 libras, as luvas saem por 10,00 libras, os cachecois ficam entre 10,00 e 25,00 libras e um guarda chuva custa 10,00 libras.

Minhas botas pra enfrentar a neve!

Minhas botas pra enfrentar a neve!

♥ Considerações finais ♥

Bom, como eu disse no inicio do post, os gastos são bem relativos, tudo depende muito de gosto e principalmente de planejamento. Nunca deixe pra organizar um intercâmbio de ultima hora, o interessante é reservar ao menos uns 4 a 5 meses antes da data marcada pra embarcar, pra ter tempo de fazer tudo com muita calma e não perder prazo caso alguma coisa atrase ou dê errado no meio do caminho.

Bruna Bartolamei
Siga-me

Bruna Bartolamei

Catarinense, mas atualmente morando em Curitiba-PR. Já morou em Edimburgo, a capital da Escócia por quase 2 anos. Criou o blog pra contar um pouco mais sobre como foi o seu intercâmbio na terra dos Kilts e das Gaitas de Fole, e também, sobre suas viagens pelo mundo.
Bruna Bartolamei
Siga-me
Postado em Edimburgo, Escócia, Intercâmbio, Intercâmbio, Intercâmbio na Escócia
Booking.com
  1. Fernanda 04/04/2013 | 11:51

    Olá Bruna. Muito bom o post. Dá para ter uma base em termos de gastos.

    Mas fiquei em dúvida se você contratou tudo com a agência de intercâmbio (seguro saúde, curso e hospedagem) ou procurou hospedagem e seguro saúde separado? Aliás, qual seguro saúde você contratou? Tens alguma indicação?

    Apesar de já ter um certo tempo que você foi, me parece que você pegou preços muito bons. Tens foto desse flat que você ficou?

    • Bruna 04/04/2013 | 17:28

      Oi, Fernanda!

      Ficou uma “biblia” de tão enorme, mas acho que agora dá pra ter uma noção.

      Com a agência de intercâmbio eu fechei somente a escola.

      O seguro saúde eu fiz com a agência de viagem que normalmente atende a nossa família.

      E a hospedagem eu fechei por conta, através do email, depois da indicação de um amigo que ainda mora lá em Edimburgo.

      Tenho foto de todos os ângulos do flat hehehehe Te mando por email mais tarde. Só uma correção, o valor que paguei por semana na acomodação não foi de 110.00 libras e sim de 130.00 libras. Me confundi. Na verdade esse de 110,00 libras era no tipo de apto que eu não queria (que eram 6 quartos todos com banheiro em sepadado, só a cozinha e a sala que eram compartilhadas).

      • Bruna 05/04/2013 | 21:29

        Oi Fernanda,

        O seguro saúde que eu fiz era da Assist Card.

      • Leonardo 10/04/2013 | 15:26

        Oi Bruna,

        Tu tens como me mandar essas fotos e o contato do flat?

        Parabéns pelo blog. Me ajudou a decidir pelo país.

        Ainda estou em dúvida entre Edimburgo e Glasgow. Tu tens alguma coisa que poderia comentar sobre Glasgow?

        Abraços

        • Bruna 11/04/2013 | 10:38

          Oi Leonardo,

          Mando sim, te mando por email hoje a noite. Quando eu terminar de escrever os posts da Suíça eu vou escrever o post sobre acomodações em Edimburgo e também um outro post sobre o flat que eu aluguei.

          Sim, posso falar alguma coisa sobre Glasgow, estive lá duas vezes. Vc pode ser mais especifico? Pq tem diversas coisas que posso falar sobre lá hehe =)

        • Leonardo 11/04/2013 | 10:44

          Oi Bruna,

          Obrigado pela resposta.

          Pois bem, eu estava bastante inclinado a melhor meu inglês no Canadá, mas comecei a ler o teu blog e certamente tudo o que você postou foi de grande ajuda para que eu me interessasse pela Escócia :)

          Pelo que li (e entendi), você não é muito fã de Glasgow.

          Estava pensando em morar em Edimburgo ou Glasgow incialmente por uns 6 meses. Daí se tu puderes falar sobre a tua impressão de Glasgow seria muito bom, pois de Edimbrá eu já li tudo que voce postou.

          Mais uma vez obrigado pela gentileza em responder!

  2. lorene 07/04/2013 | 11:11

    Oi Bruna, eu li no seu blog que voce ficou em acomodacao estudantil, esta estadia foi paga juntemente com o curso na agencia de intercambio ou voce utilizou outra agencia para pagar a sua estadia?? bjs

    • Bruna 08/04/2013 | 21:16

      Oi, Iorene

      Não, a estadia na residencia estudantil eu fechei por conta própria. A agência de intercâmbio me auxiliou apenas na questão da matricula e da papelada com a escola de inglês.

  3. Bruna 11/04/2013 | 11:11

    Oi, Leonardo!

    Eu estive apenas 2 vezes em Glasgow, coisa rápida. Não que eu não tenha gostado da cidade, acho que eu diria que ela não me interessou tanto quanto Edimburgo, como dá pra notar aqui nesse blog.

    Mas Glasgow é a maior cidade do país, tem tanta coisa pra fazer quanto tem em Edimburgo, mas sei lá.. achei uma cidade grande, movimentada demais (pro padrão Escoces, claro hehe) e onde tudo meio que gira em torno de lojas e shoppings, o que não era muito o meu objetivo por lá.

    Posso te dizer que essas duas cidades são bem diferentes (ao menos na minha visão), enquanto Edimburgo é mais calma e tranquila, Glasgow é mais agitada, movimentada. Edimburgo pra mim é muito mais bonita, me chamou atenção desde o inicio, então, qualquer coisa que eu te diga aqui que envolva Edimburgo, certamente não vai fugir do que eu já disse até agora.. ela é uma das cidades que mais gostei de ter conhecido em toda a Europa.

    (e eu ainda tenho que escrever os posts sobre Glasgow, as vezes eu acho que não vou dar conta de escrever tudo o que ainda falta sobre lá)

  4. Jefferson 24/04/2013 | 07:02

    Oi Bruna,
    gostaria de primeiramente te parabenizar por esse blog incrível.
    Há uns 7 meses venho me organizando para fazendo um intercâmbio. Estava com dúvidas entre alguns países e acabei optando pela Escócia. A beleza e a história me chamaram muito a atenção.
    Li todos os seus posts sobre a Escócia e estou ficando cada vez mais ansioso para o dia da minha viagem.
    Estou finalizando os ultimos detalhes. Já escolhi a escola (Kaplan), a acomodação (casa de familia com café da manha e janta) e já comprei meu seguro saúde valido pelo período do intercambio. Já comprei as passagens e a única coisa que está faltando é a chegada do grande dia.
    No entanto estou com uma dúvida e gostaria que você desse uma opnião. Vou ficar 4 meses lá e reservei para cada um desses 4 meses 1000 libras que pretendo gastar com almoços, atividades da Kaplan, pequenas viagens pela Escócia, transporte público e de vez enquando umas saidas para bares com os amigos.
    Você acha que 1000 libras seria o suficiente, uma vez que ja paguei a estadia em casa de familia (com café da manha e janta)?

    Obrigado Bruna,
    seu blog está me ajudando muito.
    Abraços

    • Bruna 26/04/2013 | 21:01

      oi, Jefferson!

      Desculpa a demora pra responder, mas eu tava em uma feira em SP desde segunda-feira e voltei hj de viagem.

      Mas respondendo a tua pergunta.. 1000,00 libras por mês da e sobra pra fazer isso q vc tem em mente (na minha opinião). Pode viajar tranquilo!

      Não esquece de voltar aqui e compartilhar a tua experiência depois!!

      Aproveite muito! Vc vai adorar a Escócia, tenho certeza!!! :D

      • Aline Vital 10/06/2013 | 22:00

        Bruna, estou pensando em ir pra Edimburgo, passar uns 3 meses lá; quero levar meu namorado junto, será que ele pode ficar nesses flats estudantis comigo? Vc pode me falar se o custo de vida lá é caro? E me falar como e com quem você conseguiu esse flat?

        Beijos

        • Bruna Bartolamei 12/06/2013 | 11:20

          Oi, Aline!

          Esse flat que eu morei, segundo um outro leitor aqui do blog que entrou em contato com essa residencia estudantil, eles nao oferecem mais contrato inferior a 52 semanas (1 ano). Então nesse caso não adiantaria muito, pois vc vai ficar 3 meses.

          O que vc pode tentar é ver no Unite Student Accommodation outras residencias estudantis em Edimburgo e ver quais oferecem a opção que mais se enquadra no que vc esta buscando.

          O custo de vida em Edimburgo não é barato não, mas é bem menor do que em Londres por exemplo. Tanto que o UK Border diz que é interessante levar por volta de 700,00 libras / mes ( fora o valor do curso e do aluguel) para morar lá.

  5. Ana Carolina Barros 11/06/2013 | 20:56

    Oi Bruna, tudo bem?
    Primeiramente parabéns pelo seu blog, achei o máximo e para nós que pensamos em estudar na Europa não existe outro lugar que nos auxilie mais!
    Vou em novembro estudar na Inglaterra e tenho algumas dúvidas….Você saberia me dizer qual é o valor ideal para eu levar em espécie que justifique no momento da imigração? Você acha bacana adquirir o global travel? Você levava o dinheiro com você ao sair para as aulas e passeios ou deixava em algum outro lugar? Foi seguro?
    Agradeço e um abraço!

    • Bruna Bartolamei 12/06/2013 | 19:58

      Oi, Ana Carolina

      Obrigadaaaa!! :D

      O UK Border recomenda pelo menos 700,00 libras/mês em cidades que não seja Londres, excluindo o gasto com acomodação e curso.

      Levei cartão de credito internacional, um master e um visa e ainda, qdo voltei pra Edimburgo por mais um ano, levei um VTM com uma certa quantia já depositada. Levei tbm dinheiro em espécie, em euros, e conforme eu ia precisando eu ia trocando o dinheiro ou sacando com o VTM.

      O dinheiro eu deixava em casa e qdo saia levava uma determinada quantia e apenas 1 dos cartoes (visa, master ou vtm). Procurava nao levar tds, pq se caso acontecesse algo eu ainda tinha opções pra me virar.

      Eu acho q o american express nao é muito aceito por la, mas tbm nao posso garantir, pq como eu nao uso, nunca reparei direitinho.

  6. Paula 02/10/2013 | 14:29

    Olá
    Adorei seus post sobre Edimburgo.
    Meu marido está pretendendo fazer doutorado lá e eu irei junto, muito provavelmente em setembro do próximo ano.
    Vc sabe me dizer se esse flat é próximo à faculdade de direito?
    Quanto a barulho, foi tranquilo o período de estada lá ou as paredes eram muito finas e o pessoal barulhento?
    Para um casal, qual das opções de quartos vc recomendaria? E o andar, tem elevador?
    Desculpa as inúmeras perguntas, mas é que decidir sem ver o imóvel antes é tão complicado…

    • Contando as Horas 04/10/2013 | 02:30

      Oi, Paula

      Em qual campus de qual universidade de direito?

      Se vc jogar no google maps “haymarket station”, essa residência onde eu morei fica a duas quadras e meia daquu. Já da pra vc ter uma idéia!

      Quanto ao barulho, era bem tranquilo. Os flats tem paredes duplas e janelas duplas tbm. Tem o barulho normal do corredor, mas o pessoal costuma respeitar essa regra. Meu flat ficava virado pra parte interna, então não sei te dizer com relação ao barulho da rua, mas essa rua não é muito movimentada.

      Tem elevador sim, dois em cada prédio. Eu acho q o quarto silver ou alguma das opções superiores a esse tipo de quarto seria o ideal para um casal como relação a questão de espaço.

      Se tiver mais alguma pergunta, é só me escrever. Eu sei beeem como é ter que decidir isso por internet, sem ter a chance de ver as opções ao vivo antes de decidir.

  7. geiza 07/11/2013 | 01:17

    ola Bruna, vc poderia me passar o contato desse flat que vc alugou em edimburgo. Estou indo agora em novembro so que nao vou pra estudar. Vou a passeio. Vc poderia me dizer se fica perto da escola kaplan??? Obrigada

  8. Deo 08/11/2013 | 10:19

    Oi Bruna!!,vcvaime desculparmaisficou muito vago, vc pooderia ao menos simplificar ecolocar valores em reais.. a conversão fariamos aqui.. mas,de qualquer forma obrigado…
    P.S. Como vc disse foi seu momento… muito pessoal…

    • Contando as Horas 08/11/2013 | 15:49

      Oi, Deo

      Como eu disse no post, a minha idéia era apenas mostrar os gastos que são obrigatórios e os gastos de acordo com o estilo de vida de cada um. Ficaria muito chato colocar valores, até pq, de 2010 e 2011 pra cá, esses valores já teriam mudado.
      Essa foi a minha experiencia, e esse post eu só escrevi mesmo pq muita gente chegava aqui no blog pra me pedir esse tipo de info.

  9. Adrien Bessane 02/12/2013 | 02:27

    Oi Bruna,

    Foi de grande ajuda, decidi viajar agora em 2014 e vou resolver tudo esse fim de ano. Pretendo ficar de 6 a 8 meses estudando lá.

    Obrigado

    • Contando as Horas 02/12/2013 | 16:25

      Adrien,

      Nossa, que legal!! Tenho certeza que vc vai adorar!! Qualquer coisa que precisar, é só me escrever.
      Obrigada pela visita aqui no blog!

  10. Jéssica 13/01/2014 | 14:58

    Oi Bruna. tudo bem?

    Estou programando meu intercambio este ano e estou querendo passar 4 meses em Edimburgo, e mais 2 meses em outro país.
    Gostaria de saber se eu ficar 4 meses existe a necessidade de entrar com a solicitação do visto?, pois eu queria estudar lá com o visto de estudante visitante. Existe esta possibilidade?
    Agradeço muito a ajuda, e estou in love com seu blog *-*.

    Bjin

    • Contando as Horas 14/01/2014 | 18:13

      Oi, Jéssica!!

      Sim, e nesse caso é o mais recomendado, pois não vale a pena gastar (com traduçoes e viagens ate o consulado) pra pegar o visto se o tempo do teu intercâmbio vai ser muito inferior a um ano.

      Só não esquece que como vc vai receber o visto no aeroporto, vc tem que estar bem preparada com todos os documentos certinho (leve td o que vc achar importante e que possa ser util), pois a gnt nunca sabe o que o oficial pode pedir.

      Não sei se vc já viu, mas já escrevi um pist sobre a minha experiência com o visto de estudante visitante:
      http://contandoashoras.com/2011/08/10/visto-de-estudante-uk-menos-de-6-meses/

  11. Viviane 03/02/2014 | 11:51

    Oi Bruna,
    Eu estava pensando em fazer um intercambio de um ano, no começo pensei em Dublin (já passei um mês lá e adorei), mas por já conhecer quis algo diferente. A minha dúvida é, estudantes com visto de uma ano tem permissão de trabalho?
    Desde já obrigada !!

  12. Sérgio 28/04/2014 | 23:53

    para tirar minhas duvidas quanto vc gasto +- com tudo?

    • Contando as Horas 01/05/2014 | 20:55

      Oi, Sérgio

      Não tenho nem ideia, nunca calculei coisa por coisa pra ter um ideia do gasto total. Mas eu acho que vc precisa ter no mínimo uns 15 mil reais pra garantir o básico (visto, tradução de documentos, escola, residência, seguro saúde). E ainda tem os gastos com alimentação, transporte, passeios, viagens. Ai tudo depende do que vc vai querer fazer.

  13. Lucas 14/05/2014 | 18:16

    Hello Bruna,

    Então, estou decidido a realizar um intercâmbio de 2 meses ao final deste ano para estudar o inglês.
    Inicialmente havia cotado escolas e acomodações em Vancouver e Chicago, foi quando um amigo sugeriu a Escócia.
    Comecei a pesquisar e com certeza me animei muito. Com toda essa pesquisa, encontrei seu blog e fui lendo post por post, até encontrar este, no qual você comenta o valor do seu curso na Keplan.

    Meu grande ‘espanto’ é: No post você fala de um gasto de 2400.00 libras em 6 meses de curso, mas ao fazer uma breve cotação no site da Keplan, me deparei com um valor de 2000.00 libras pra 8 semanas do curso intensivo. Você acha que vou gastar isso mesmo para 8 semanas, apenas?

    Desde já, obrigado.

    • Contando as Horas 15/05/2014 | 10:28

      Oi, Lucas

      Que legal!! Vc vai gostar muito da Escócia se vc escolher ir pra lá!

      Eu não lembro exatamente quantos tipos de cursos de inglês eles oferecem, mas lembro que eu optei por dois tipos diferentes em cada parte do intercambio. No de 6 meses eu fiz um curso mais simples (eu tinha aula so de manhã) e no de 1 ano eu fiz um mais cheio de coisa, além das aulas de ingles de manhã (igual ao outro curso) eu ainda tinha mais um pouco de aula logo apos o almoço (mas não chegava a ser a tarde toda). Não lembro exatamente os nomes que eles dão pra essas modalidades de curso, talvez se vc me falar os nomes que vc viu, eu lembro. Fica atento a esse detalhe, pois isso interfere muito no valor final do curso!

      • Lucas 15/05/2014 | 10:57

        Obrigado pela resposta Bruna.

        Então, por tratar-se de apenas 2 meses, estou procurando por cursos intensivos, de 20 a 30 horas semanais.
        A kaplan oferece o Intensivo com 21h semanais, o qual foi cotado em £ 1750,00 para 7 semanas.

        Será que vou acabar gastando isso mesmo com o curso?

        Outra pergunta, você acha que os gastos em geral (acomodação, curso, custo de vida) em Edimburgo acaba saindo mais caro ou mais barato que para países Norte Americanos?

        Thanks!

        • Contando as Horas 18/05/2014 | 06:20

          Oi, Lucas

          Humm, pode ser por isso então que o preço ficou mais caro. Um curso intensivo custa mais mesmo. Possívelmente vc vai gastar isso ai mesmo. Um curso de inglês em outro país custa bem caro mesmo e agora, pelo que vi no ultimo mês que eu tava na Kaplan, eles tavam fazendo uma série de reformas e mudanças no material didatico, então isso tbm deve ter sido um fator pra alterar o preço.

          Eu nunca fui aos Estados Unidos ou ao Canadá até então, mas eu tbm tinha cogitado outros países como opção quando tava pesquisando o meu intercâmbio e achei que na Nova Zelândia e nos Estados Unidos o custo de vida ficava um pouco mais barato que no Reino Unido ou no Canadá.

          Na época que eu fui, a libra tbm não tava assim tão cara, naquela época a conversão fica em 1 libra = 2,50 reais. Hoje em dia a libra tá quase 4,00 reais, com isso o custo de qualquer coisa fica pela hora da morte.

          • Lucas 22/05/2014 | 14:10

            Bruna,

            Entao, decidi ir para Edimburgo mesmo!
            Fechei negocio com a Kaplan e estarei embarcando em 28 de novembro. Devido à um recesso de 2 semana nas semanas de Natal e ano novo, ficarei 2 semanas em passei pela europa.

            Continuarei acompanhando seu blog, afinal foi através dele que me decidi.

            Thanks.

  14. Contando as Horas 24/05/2014 | 00:34

    Oi, Lucas

    Puxa, que legal!! Tenho certeza que vc vai adorar Edimburgo e a Escócia! Fez uma ótima escolha!! =D

    SE precisar de alguma ajuda, pode contar comigo.

    Esse ano eu estou voltando a Edimburgo e a Escócia, fica ligado, pois vão vir mais posts com passeios e dicas sobre outros lugares de lá!

  15. mario 15/08/2014 | 20:44

    olha sobre este relato do intercambio,nao houve mentira desta garota,pois vivo na europa e sei disto tudo,parabens a materia

    • Contando as Horas 17/08/2014 | 08:56

      Oi, Mario

      Realmente não é barato, porém na época que fui, a libra tava por volta de 2,50 reais e não os quase 4,00 reais de hoje. Então não foi tãããão absurdo assim.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  16. Mariana 21/09/2014 | 21:50

    Oi Bruna!
    Vou me formar no final do ano que vem, e estou planejando o meu intercâmbio para Edinburgh. Você poderia me passar informações sobre a sua escola, e sobre a sua acomodação? Eu fiz um intercâmbio esse ano para Londres, e amei, não vejo a hora para voltar para o Reino Unido, e a Escócia me encanta pela sua história!
    Aguardo seu contato!

  17. Juliana 12/10/2014 | 20:02

    Oi Bruna, primeiramente queria te parabenizar pelos seus posts de alta qualidade,estão me ajudando muito!! Então vamos a pergunta,gostaria de saber como é a indústria naval na escocia,li em alguns sites algo a respeito,mais não ficou muito claro pra mim,existe algum estaleiro em edimbrá ? Obg desde já,aguardo respostas,abraços!

    • Contando as Horas 13/10/2014 | 00:32

      Oi, Juliana

      Obrigada! Fico feliz em saber que gostou do blog!
      Então, a Escócia tem fama em tudo que está relacionado a navios. Geralmente isso é mais levado a sério nos arredores de Glasgow. Edimburgo tem o porto de Leith, tem diversas coisas relacionadas a isso, mas não sei te dizer o que exatamente. Também sei que a indústria naval costumava ser boa na Irlanda do Norte. Acho interessante vc pesquisar mais sobre isso nesses lugares ou nas cidades que ficam na costa oeste da Escócia, próximo a Oban ou ainda, na costa leste, próximo a Aberdeen.

      Obrigada pela visita aqui no blog!

  18. Lucio Flavio 22/11/2014 | 21:40

    Bruna, seu blog é incrível !! Estou indo para Edimburgo agora em fevereiro ! Ficarei 4 semanas apenas, irei nas minhas ferias do trabalho.

    Como é a imigração no aeroporto de londres? Eu já viajei pra la a turismo, mas fui de trem saindo de Paris, nunca passei pelo aeroporto …
    Como irei em fevereiro / inverno, vale a pena fazer o passeio pelas highlands?
    O ingles dos escoceses realmente tem muito sotaque?
    E o povo? Sao alegres e receptivos como dizem?

    Abracos !!! Se der me add no face ! Adoraria saber mais da sua experiencia por la … viajo em fevereiro, estudarei na Kaplan e a ansiedade esta batendo a millllllllllllllll

    • Contando as Horas 23/11/2014 | 22:08

      Oi, Lucio

      Eu já escrevi sobre todas essas questões (imigração, sotaque e tal) aqui no blog, vc pode ser os posts aqui:
      http://contandoashoras.com/intercambio/

      Esse passeio nas highlands é possivel sim, mas vc deve programar melhor o que vc vai fazer, pois o dia escurece mais cedo (por volta das 15:30) ou ainda, vc pode fazer passeios com agencias locais, fica ao teu critério.

      Os escoceses são bem simpáticos e atenciosos no geral, inclusive, como eles sabem da fama do sotaque, eles costumam falar mais devagar com os estrangeiros hehe

  19. […] Mais informações: Experimento | Quanto custa morar em Edimburgo […]

  20. Luiz Augusto 10/05/2015 | 03:23

    Olá Bruna, parabéns a você e ao pessoal pelo blog. Gostaria de saber porque escolheu Edimburgo para intercâmbio.
    Particularmente gosto da cultura dessa região do Reino Unido, mas queria saber a sua motivação a não escolher alguma outra opção, como Dublin, por exemplo.
    Tenho interesse em fazer intercâmbio, e estou na dúvida de onde ir.
    Valeu!

    • Contando as Horas 11/05/2015 | 19:42

      Oi, Luiz

      Eu escolhei Edimburgo pq eu ja tinha passado 5 dias na Escocia uns anos antes. Gostei muito de Edimburgo e quis ir pra la. Tambem levei em consideraça o fato de que, naquela época, a Escocia era um destino relativamente desconhecido e sem muitos brasileiros.

      Outra opçao que eu tava considerando era Londres e Toronto. Mas sei lá, achei Edimburgo mais a minha cara e acabei indo pra lá. :D

  21. Carolina 26/05/2015 | 13:29

    Oi Bruna, tudo bem?
    Qual era o nível do seu inglês quando você foi? Você fez só curso de inglês lá ou fez algum outro?

    • Contando as Horas 26/05/2015 | 17:44

      Oi, Carolina

      Segundo a prova que fiz, eu fiquei no intermediário avançado. Mas logo que as aulas começaram, eu pedi pra voltar um nivel (fui pro nivel chamado de “intermediário” apenas). Preferi voltar um nivel e pegar direitinho toda a base dos tipos verbais no passado, presente e futuro, além dos phasal verbs, esse tipo de coisa. Os niveis mais avançados são só revisões e conversas, entao se vc não tem uma base boa, sente um pouco de dificuldade.

      Fiz o curso de inglês e paralelo a isso fiz um curso rápido de cultura escocesa e business.

  22. Taina 26/05/2015 | 19:50

    Oi Bruna poderia me mandar uns e-mails? Tenho algumas duvidas.

    • Contando as Horas 26/05/2015 | 22:11

      Oi, Taina

      Se for uma duvida comum, vc pode escrever aqui no blog mesmo. Na verdade, eu até prefiro, pois a tua duvida pode ser a mesma de muitas outras pessoas.

      Por regra, eu não costumo tomar a iniciativa de enviar emails para nenhum leitor aqui do blog.

  23. Carolina 08/09/2015 | 16:53

    Oi td bem?? Como eu conseguiria um visto de trabalho indo p a Escócia nos 3 (ou6) primeiros meses como turista? Ē pq vou como aupair… Mas n sei se consigo o visto de estudante… Seria mais fácil eu conseguir uma permanência maior já tendo o visto de estudante?
    Mto obg

    • Contando as Horas 09/09/2015 | 01:19

      Oi, Carolina

      Humm, infelizmente não sei como funciona o esquema dos vistos quando tem trabalho junto com estudo. Vou ficar de devendo essa info!

  24. Louise J 19/04/2016 | 12:31

    Oi Bruna, tudo bem?
    No post, vc diz que ficou em uma residencia estudantil, tem como você me passar o nome, ou algum site por favor?
    obrigada :)

  25. lourdes maria 20/06/2016 | 14:44

    Gostaria de morar la, nao sou mais estudante. Sou aposentada. Gostei de suas informacoes, grata.

    • Contando as Horas 27/06/2016 | 00:30

      Oi, Lourdes

      Nem fala! Se pudesse eu ia agora mesmo pra lá! Meu lugar preferido nesse mundo!! =DD

  26. Paulo Gomes 27/06/2016 | 02:35

    Olá Bruna, penso em fazer meu doutorado sanduíche na Universidade de Edimburgo (quando o governo federal liberar novas bolsas rsrs).
    Minha dúvida é: Nesse flat que você alugou, eu poderia morar junto com minha namorada – até lá será esposa – ?

  27. Tiago 04/07/2016 | 14:40

    Qual era o seu custo total (média) por mês? Poderia indicar sites com apartamentos compartilhados para alugar?

    • Contando as Horas 06/07/2016 | 15:58

      Oi, Tiago

      Já falei sobre o tema de lugares pra morar em Edimburgo e algumas sugestões de sites em outros posts. Estão na categoria “Intercâmbio”. Aqui: http://contandoashoras.com/intercambio/

      Sobre o custo geral, sem o aluguel, pq ja estava pago e as viagens que fazia nos finais de semana, eu acho que eu gastava naquela época umas 400,00 libras, por ai. Não lembro ao certo.

  28. RAFAEL PESSOA SABINO 05/07/2016 | 17:07

    Primeiramente, parabéns pelas postagens na internet! São incríveis e sempre muito úteis!
    Eu sempre amei a Escócia, mas recentemente esse sentimento se transformou em decisão. Eu desejo ir com minha esposa para Edimburgo. Ela tem 26 anos e é professora de inglês aqui no Brasil. Eu não falo o idioma, tenho 32 anos e sou funcionário público e jornalista. Minha pergunta é: qual ou quais os caminhos mais percorridos por brasileiros rumo ao sonhado visto permanente de residência escocês?
    Na Austrália, Nova Zelândia, Irlanda e em vários outros países o mais comum é entrar como estudante (de inglês, mais comumente falando). Depois de dois anos, em média, troca-se esse visto por um outro, dessa vez de estudante universitário. Após o término do curso é o ponto chave. E aí? Alguns países dão direito a permanecer por um, dois anos depois do término do curso, permitindo trabalhar. E na Escócia?
    Pergunto isso porque para se conseguir um visto de trabalho, que é a primeira etapa para se chegar ao visto de residência, tem de ser formado em uma profissão em demanda no país e depois se inserir no mercado de trabalho. Mas a Escócia dá possibilidade e tempo para que isso aconteça? Quais as dificuldades e facilidades mais comuns nesse processo como um todo?

    Muitíssimo obrigado pela atenção!
    Aguardo a resposta com muita gratidão e contentamento.

    Att.: Rafael

    • Contando as Horas 06/07/2016 | 16:21

      Oi, Rafael

      Muito obrigada pelo comentário!! Fico feliz que tenha gostado dos posts sobre a Escócia!! =DD

      Também gostaria muito de saber isso!! hahaha Sério mesmo! Se soubesse um caminho chave pra ficar lá, eu mesma estaria la nesse momento. Esse é o meu maior sonho!! Não to dizendo que o país não tenha abertura, mas não é tão simples como no Canadá, por exemplo. Depois que voltei da Escócia, sempre acompanho as noticias de lá (se bobear sei mais de lá do que anda acontecendo aqui no Brasil), as leis de imigração mudaram bastante. Tenho um amigo (não é brasileiro) que conseguiu cidadania britânica uns 2 ou 3 anos atras e daquela época até hoje, algumas regras mudaram. Mas acredito que vc tendo um visto de estudo ou trabalho, que ambos possam ser renovados sempre até vc conseguir o tempo necessário pra ser um residente permanente, é o caminho. Não sei se existem “regras” assim tão claras como as Canadenses, e também não sei se vc pode já ir pra lá abrindo o jogo de que pretende virar um cidadão britânico. Acho que vale pesquisar melhor. Talvez existam pessoas com blogs que tenham essa experiência, mas eu apenas fiz meu intercâmbio lá por quase 2 anos e voltei ao Brasil.

      Uma outra coisa que também ajudaria (mas agora não sei bem ao certo o que vai acontecer) era ter a cidadania de outro pais da União Européia.

      Engraçado que esses dias eu tava pensando… Se tivesse ainda lá na Escócia, essas horas eu já poderia estar no caminho de uma residência permanente. Mas quem sabe um dia!

Deixe o seu comentário...